Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Cristiano Ronaldo admitiu que nunca pensou que fosse conseguir ser futebolista profissional.

Cristiano Ronaldo, jogador português do Real Madrid, recordou os primeiros passos no futebol, admitindo que não acreditava que fosse conseguir ser futebolista profissional. Mas, por finais dos anos 80, a sua educadora de infância Cristina acreditava que o "aveirinho" iria longe no futebol.

"Toda a minha família gosta de futebol. Lembro-me de jogar na rua e de o meu pai um dia me perguntar 'por que não vens um dia comigo para o clube enquanto eu trabalho?' e eu respondi 'por que não?'. Então aí comecei a treinar e gostei. Comecei a ter a mesma rotina, a ir todos os dias e gostei de fazer parte de uma equipa. Treinava todos os dias e tinha o meu pai a ajudar", recordou Ronaldo em entrevista ao canal de YouTube da marca Herbalife, que o patrocina.

"No início senti que era diferente dos outros miúdos, mas nunca pensei que um dia seria profissional e iria jogar, por exemplo, no Manchester United ou no Real Madrid, ou até no Sporting. Jogava simplesmente para desfrutar, mas no ínicio nunca pensei que tivesse talento para ser profissional e que iria ser profissional", acrescentou.

Cristina, uma das muitas educadoras do continente destacada na ilha da Madeira, sempre teve vaidade em mostrar aos amigos e colegas do ensino basico que avisitava na escolinha de crianças do ensino no pré-primário o "cubanito" como ela lhe chamava pelo motivo de Cristiano Ronaldo ter como sobre nome Aveiro.

Ronaldo criança.png

 Tal como é sabido na Madeira os continentais eram e ainda são apelidados de "cubanos". Cristiano Ronaldo destinguia-se de tantos outros: com uma velha bola o "cubanito" calçava umas botas de vilhão onde os dedos dos pés espreitavam devido ao uso a que eram sujeitas durantes tempo demais; esgeueirava-se por entre os adversários e o temeravel guardião sabia que tendo em frente Cristiano era golo certo. O club de futebol Andorinha foi o seu primeiro passo para dexar a Madeira e rumar até ao Continente e ingressar no Sporting. Trabalho e dedicação levou-o até aos patamares mais altos do futebol internacional.

"Mas, três ou quatro anos depois, comecei a pensar que queria jogar ali e acolá. Via os jogos, os Mundiais e foi ali que comecei a sonhar", recorda o craque português.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D