Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

GNR faz disparo acidental no cerco ao homicida em Vila Real

Um elemento da GNR que faz parte das buscas para deter Pedro João Dias, suspeito de dois homicídios e de ter feridos mais duas pessoas com gravidade em Aguiar da Beira, há oito dias; o militar fez um disparo acidental que por mera sorte não atingiu nenhum colega, nem jornalistas, que estavam ao seu redor. 

images.pngAcidentes como este têm vindo a acontecer em alguns Posto da GNR por falha de pratica de manuseamento e experiências dos elementos da autoridade. Um outro acidente com arma de fogo aconteceu em 2014 num Posto da GNR, onde passados dois anos se encontra a marca do impacto do projétil, a quando da perseguição a Manuel Baltazar, mais conhecido por "palito", que andou fugido às autoridades 34 noites e dias, suspeito na altura, também, de ter assassinado duas mulheres e ferido com gravidade outras duas, na aldeia de Valongo dos Azeites -S. João da Pesqueira. Tribunal Pesqueira.jpgEstando a cumprir no EP deIzeda, 25 anos de prisão.  As armas são novas e os seus portadores ainda não estão familiarizados com as mesmas.

Caso mais recente.

Militar ferido em São Pedro do Sul foi vítima de "disparo acidental"

"Foi um disparo acidental, o chamado 'fogo amigo', aparentemente da própria arma", disse hoje o major Marco Cruz, relações públicas da GNR, aludindo ao incidente ocorrido na tarde de dia 11, na zona de Candal, São Pedro do Sul, distrito de Viseu.

O militar do comando territorial da GNR de Viseu integrava o dispositivo de buscas que operou naquele local, em zona de difíceis acessos, íngreme e com vegetação densa, e terá tropeçado, vindo a ser atingido pelo disparo da própria arma.

A mesma fonte confirmou que o sarjento Marques ficou ferido numa perna, foi assistido no hospital, "mas teve alta logo de seguida", e já voltou ao serviço.

Buscas continuam...

A GNR mantém um dispositivo no terreno para tentar deter o suspeito dos crimes de Aguiar da Beira, centrando hoje atenções na zona de Vila Real, numa operação que envolve igualmente elementos da Polícia Judiciária, responsável pela investigação do caso.

As buscas continuam debaixo de uma intempérie de chuva e nevoeiro que dificulta a visibilidade às autoridades no terreno. Assim como ao próprio fugitivo que se encontra nos arredores da freguesia de Carro Queimado.

Avistamentos

O alegado homicida de Aguiar da Beira, procurado há oito dias pelas autoridades, foi avistado esta terça-feira na aldeia de Assento, em Vila Real, segundo relatos de pessoas da localidade que o viram a saltar um muro. Ao local ocorreram vários policias altamente armados tendo-se concentrado um aparato policial, entretanto desmobilizado já desmobilizado por não conseguirem qualquer pista de Pedro João Dias.

Suspeito de matar GNR.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D