Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Há um código de "ética" entre criadores equestres!

A Polícia Judicíaria (PJ) suspeita que há agentes da autoridade a colaborar indirectamente na fuga do alegado suspeito de duplo homicídio em Aguiar da Beira. Tudo devido a um código de "ética" existente entre todos os envolvidos na arte equestre. Referem ainda os inspectores da PJ da Directoria do Norte; "há elementos da GNR que negligentemente tem vindo a favorecer a fuga de informação e o seu "modus operandi" tem levado a que pessoas aproximas do suspeito tomem todas as cautelas nos movimentos com finalidade  de ajudar o fugitivo mais procurado de Portugal.

Lusitano_horses,_GNR_cavalry_(Portugal).jpg

Um dos caso mais recentes aconteceu numa vila da região do Douro onde os inspetores procuravam elementos de prova sobre a viatura, BMW, que Pedro Dias terá utilizado na fuga para Espanha, onde foi visto num bar perto da fronteira, onde pediu um sande que acabou por não comer ao persentir que tinha sido reconhecido. Quando os inspectores tinham sobre observação o dono da referida viatura, também este dono de vários cavalos, detectaram dois elementos da GNR, um soldado, este dono de um animal treinado para montar, e um sargento no momento em que contactavam o dono da suposta viatura, à revelia de conhecimento da PJ. Depois de uma conversa que não durou uma hora, entre dono da viatura e os dois militares da GNR, a pergunta que se impôs foi: "o senhor conhece o homem que anda em fuga por suspeita de dois homicídios e ter ferido com gravidade outras duas pessoas, chamado Pedro Dias e criador de cavalos"? Como resposta óbvia tiveram: " Quando os vi já sabia ao que vinham. Não conheço". Seguro das palavras referiu que foi alertado pela GNR de que estava a ser vigiado. Foi o que o mesmo contou à PJ sem saber que estava a falar para um inspector que é homem e gosta de apreciar um bom vinho do Douro. 

Pedro Duas suspeito de assassinar GNR.jpg

 

Embora seja sabido, mas não provado, há muitas pessoas que por um motivo ou outros estão a ajudar o suspeito em fuga: agentes da autoridade, médicos, veterinários/inveterarias, industrias de vários ramos, até aos hoteleiros do Douro, muitas pessoa estão empenhadas em que não seja detido Pedro João Dias para prestar contas da sua culpa ou inocência à sociedade. O que vai criando alguma "azia" a todos aqueles que desejam que os mais elementares princípios de uma DEMOCRACIA funcionem em pleno para todos os portugueses. Sem culpas...Ou tudo isto é culpa da CS?

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D