Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Além Douro Digital

Informação da Região Norte de Portugal

Presidente da junta de Nagoselo do Douro resolve descontentamento à pancada.

"COM POLÍTICOS ASSIM NÃO PRECISAMOS DE TRIBUNAIS"!

Ministros com gestos obscenos, ameaças de umas chapadas, até políticos de "capoeira" com ameaças de morte e de difamação; há de tudo neste Portugal que se diz democrata, Mas, passar de gestos e palavras a actos é o mais contraditório na Democracia Nacional.
Foi o que aconteceu numa aldeia do Distrito de Viseu, Nagoselo do Douro, quando um cidadão teve a coragem de dizer ao presidente da junta que não gostava dele por várias motivações nada abonatórias à sua personalidade passada e actual. O presidente da junta (em causa) não quis esperar pela justiça instituída nos tribunais e passou aos actos: agrediu fisicamente o cidadão até este ficar a sangrar pela boca e populares terem interferido na agressão. "É mesmo caso para pensar que os politico não sabem lidar com a cidadania. Ou não acreditam na justiça institucional dos tribunais". Tanto mais que perante indícios de crime por difamação ou outros estão isentos de quaisquer taxas

Eduardo Coelho.jpg

 

judiciais, o que não acontece com o comum dos cidadãos.

A FORÇA DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA
Perante a atitude reprovável do autarca contra a integridade física de um dos seus concidadãos será que a a Assembleia de Freguesia irá tomar a atitude que a Constituição lhe confere? Entre outros a destituição do executivo. Será que nas aldeias os membros das Assembleias são pessoas dotadas de conhecimentos suficientes para o cargo que desempenham? A vítima fica a aguardar a atitude dos representantes do povo local onde, até, tem um familiar a representar a população.
Refira-se que o presidente de junta em causa (agressor) já molestou vários cidadão por não comungarem das suas ideologias executivas; desde insultos: "chulo" e outras agressões
O presidente da junta de Nagoselo do Douro tem um "curriculum" avulso de falta de postura para o lugar publico que ocupa com atitudes semelhantes durante o período em que tem estado a exercer o direito que lhe foi conferido pelo povo da aldeia duriense.
Será que a justiça e a população terão contemplações com o cidadão se este vier a defender-se das agressões físicas do politico? E mais alta autoridade administrativa local.
O sábio Silva Reis sabias o que dizia, " até de um cabo de vassoura se faz um presidente de junta"!.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D